Tipos de Phishing mais comum - Ataque via WhatsApp

Durante a pandemia da COVID-19, houve um aumento significativo no roubo de contas (account-takeover) do WhatsApp. Esse aumento contabilizou 5 milhões de brasileiros que foram vítimas de ciberataques via WhatsApp no ano de 2020. O objetivo principal é o roubo de informações para depois divulgar em redes sociais e plataformas digitais diversas. Esses criminosos atacam com o intuito de roubar dados confidenciais e de aplicar golpes financeiros pelo aplicativo. Eles tendem a ser mais complexos, visando empresas e instituições públicas, principalmente se aproveitando do aumento do trabalho remoto e de aulas online sendo principais alvos: escolas, universidades e plataformas virtuais de aprendizagem.

De acordo com a Kaspersky (empresa de cibersegurança), a técnica dos criminosos é usar de engenharia social, pedindo os dígitos de autenticação (OTP) recebidos por SMS ou ligação, e solicitando dinheiro aos contatos das vítimas. O golpe está em uma crescente significativa, principalmente, com a chegada do WhatsApp Pay, que permite pagamentos direto na plataforma.





Assim, a pergunta principal se torna, "como impedir que isso aconteça?": 1- É fundamental ativar a dupla autenticação no WhatsApp, já que sem ela, os criminosos conseguem automaticamente clonar a conta da vítima em questão. Caso não saiba como fazê-la, existem vídeos e tutoriais na internet que ensinam de forma fácil e rápida como ativar. 2- Ao perceber que sua conta foi clonada, é importante que desinstale o aplicativo e o instale novamente para ativar sua conta da forma correta. Além de imediatamente avisar aos seus contatos o que está acontecendo, para que nenhum tipo de valor seja enviado a esses criminosos.

3- Não compartilhe seu código de ativação com ninguém, assim como o código de autenticação em dois fatores! Se seu aparelho celular tiver opção de senhas por digital ou reconhecimento facial para entrar em aplicativos específicos, é bom ativá-lo, já que nesse caso pode ser mais um obstáculo para o ciberataque de clonagem do seu WhatsApp.

4- Não esqueça, para procedimentos ainda mais avançados na sua conta, entre em contato com o atendimento do WhatsApp! Existe o e-mail de suporte da plataforma support@whatsapp.com que pode te ajudar em diferentes problemas, mas principalmente em questão de clonagem de conta. Informe seu problema, seu telefone e nome. Mesmo o e-mail sendo em inglês, eles respondem de acordo com o idioma da mensagem enviada pelo usuário do aplicativo.

fonte: PSafe – dfndr lab / cnnbrasil.com.br/business



5 views0 comments

Recent Posts

See All